15.7 C
Curitiba
segunda-feira, 27 maio 2024
English Portuguese Spanish
InícioCuritibaPaciente canta e toca violão durante cirurgia cerebral no Hospital Cajuru

Paciente canta e toca violão durante cirurgia cerebral no Hospital Cajuru

O tradicional silêncio que permeia os corredores do centro cirúrgico foi substituído por acordes de violão e melodias emocionantes no Hospital Universitário Cajuru, em Curitiba.

Paciente canta e toca violão durante cirurgia para retirada de tumor cerebral, paciente Maurício Stemberg tocou e cantou para garantir que partes importantes do cérebro não fossem afetadasCréditos: Divulgação
Paciente canta e toca violão durante cirurgia para retirada de tumor cerebral, paciente Maurício Stemberg tocou e cantou para garantir que partes importantes do cérebro não fossem afetadas
Créditos: Divulgação

Paciente canta e toca violão durante cirurgia

Em um feito inédito, Maurício Stemberg, um paciente de 55 anos, não apenas enfrentou uma cirurgia para a retirada de um tumor cerebral, como também trouxe consigo sua paixão pela música para o procedimento. Cantando e tocando violão, ele não apenas alegrava o ambiente, mas contribuía ativamente para o sucesso da intervenção.

O paciente, também conhecido como produtor musical, escolheu essa extraordinária abordagem para assegurar que áreas vitais do cérebro não fossem comprometidas durante o delicado processo cirúrgico. Com uma seleção musical que incluiu desde suas próprias composições até clássicos da música popular brasileira, como os de Alcione, Maurício demonstrou coragem e determinação. Em suas palavras, “A música me dá forças para superar qualquer obstáculo e poder tocar durante a cirurgia trouxe um novo significado para a minha carreira.”

Os primeiros sintomas que Maurício experimentou foram inicialmente confundidos com meros sinais de cansaço. No entanto, convulsões e desmaios fizeram soar o alarme, levando-o a procurar ajuda médica. Em um curto período de aproximadamente duas semanas, o diagnóstico da condição cerebral e a subsequente cirurgia, realizada no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), foram realizados.

O procedimento, que teve duração total de cerca de sete horas, incluiu um momento singular: metade desse tempo foi vivido acordado pelo paciente. O que poderia parecer um cenário de apreensão e ansiedade foi transformado por Maurício em uma oportunidade única de estar mais próximo de sua maior paixão: a música. “Depois de passar por tudo isso, entendi que realmente Deus escreve certo por linhas tortas. Hoje, sem nenhuma sequela, carrego uma gratidão imensa pelo cuidado médico e pelo atendimento do hospital”, relata emocionado.

O caso de Maurício Stemberg não apenas evidencia a incrível capacidade humana de superação, mas também ressalta o papel fundamental da música como fonte de inspiração e força, mesmo nos momentos mais desafiadores. Sua história ecoará nos corredores do hospital e além, lembrando a todos que a determinação aliada à arte podem desencadear verdadeiros milagres.

Menos de 48 horas após fim da cirurgia, paciente deixou hospital com seu violão em mãos e pronto para novos começosCréditos: Divulgação
Menos de 48 horas após fim da cirurgia, paciente deixou hospital com seu violão em mãos e pronto para novos começos
Créditos: Divulgação

Quer saber mais notícias sobre nossa cidade?
Entre para o Grupo de Whats do JB Curitiba!

A cirurgia com paciente acordado

O neurocirurgião Carlos Alberto Mattozo foi o responsável pela cirurgia. Ele explica que, em casos como o de Maurício, a complexidade do tumor está na sua localização em uma área diretamente relacionada aos mecanismos da linguagem. Como o paciente trabalha com música diariamente, realizar atividades que fazem parte de sua rotina se mostrou essencial para preservar as funções. “Logo que o paciente soube que precisaria passar por uma cirurgia no cérebro, ele ficou preocupado com o impacto que isso poderia ter em suas habilidades musicais, o que foi decisivo para realizarmos o procedimento com o Maurício tocando o violão”, relembra.

Nesses casos, o paciente é inicialmente sedado e dorme na primeira parte da cirurgia, enquanto são realizadas a neuronavegação, com um sistema computadorizado e luz infravermelha que auxilia na localização intraoperatória, a incisão e a abertura do crânio. Após essas etapas, a medicação é diminuída e o paciente é despertado. A partir desse ponto, ele fica apto a responder a todas as perguntas do médico durante o procedimento cirúrgico e executar ações, como tocar, cantar e conversar. “Normalmente, o paciente é acordado durante o procedimento para fazer testes e verificar se há desenvolvimento de alguma alteração ou lesão neurológica”, explica o médico do Hospital Universitário Cajuru.

Jornal dos Bairros
Jornal dos Bairros
Jornal dos Bairros de Curitiba. Nós somos dos bairros e vivemos o seu dia a dia. Os bairros tem muito para melhorar e todos sabemos disso. Isso deve ser mostrado, criticado e cobrado. Mas os bairros também têm muitas coisas boas. Com pessoas de iniciativa, que fazem a diferença. O Jornal dos Bairros é tudo isso ao mesmo tempo. Tudo tem que ser dito ou mostrado! Somos os bairros de Curitiba, e nossa voz tem poder!
VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

TEMPO E TEMPERATURA

Curitiba
nevoeiro
15.7 ° C
16.5 °
14.2 °
73 %
2.6kmh
100 %
seg
16 °
ter
16 °
qua
17 °
qui
19 °
sex
18 °

REDES SOCIAIS

1,354FãsCurtir
99SeguidoresSeguir
30SeguidoresSeguir

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.