InícioPolíciaDenúncia: Polícia Civil do Paraná chama menos investigadores que o previsto em...

Denúncia: Polícia Civil do Paraná chama menos investigadores que o previsto em concurso

Em denúncia enviada ao Jornal dos Bairros de Curitiba, investigadores de polícia, dizem que a Polícia Civil do Paraná mudou a forma de chamamento, recuando o número de investigadores e dobrando o número de delegados aprovados em concurso.

Investigadores de polícia aprovados em concurso deverão ser convocados somente em 2023
Investigadores de polícia aprovados em concurso deverão ser convocados somente em 2023

Em edital publicado no dia 27 de junho de 2022, a Polícia Civil do Paraná anunciou a convocação de 400 aprovados no concurso realizado em 2021, sendo 50 vagas para delegados, 50 para papiloscopistas e 300 para investigadores. Porém, no momento do chamamento,  o edital mudou o número de convocados para 100 delegados a mais e 100 investigadores a menos do que concurso previa.

Em outro edital, no dia 01 de julho de 2022, foi oficializado o número de 100 vagas para o cargo de Delegado de Polícia do Paraná.

Segundo a denúncia, o número de investigadores de polícia está bastante defasado em todo o estado, chegando praticamente a 50%, mostrado em um dos últimos levantamentos. Caso sejam chamados os aprovados em concurso, a defasagem deve diminuir, mas ainda assim, a situação é considerada bastante complicada.

Em reportagem recente publicada no jornal Gazeta do Povo, a Polícia Civil do Paraná foi questionada a respeito da mudança na convocação. A resposta foi dada por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), afirmando que a convocação de 100 delegados a mais foi uma decisão técnica da entidade. No comunicado, existe uma previsão de que os 100 investigadores de polícia sejam sim chamados, mas somente em 2023.

Falta de investigadores pode levar ao fechamento temporário de delegacias

O fechamento da delegacia, mesmo que temporariamente, afetará o atendimento a quem precisa. “Com a delegacia fechada, as pessoas que precisam denunciar à polícia não vão conseguir ajuda. Se a PM chegar com vítima de agressão ou estupro, não pode fazer o registro porque a delegacia estará fechada. E isso acontece porque o investigador de polícia é obrigado a deixar a delegacia para deslocar um preso para outro local, por exemplo.” – a explicação é da presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol), Valquiria Gil Tisque.

O Jornal dos Bairros de Curitiba vai continuar acompanhando os desdobramentos dessa história.

Jornal dos Bairros
Jornal dos Bairros
Jornal dos Bairros de Curitiba. Nós somos dos bairros e vivemos o seu dia a dia. Os bairros tem muito para melhorar e todos sabemos disso. Isso deve ser mostrado, criticado e cobrado. Mas os bairros também têm muitas coisas boas. Com pessoas de iniciativa, que fazem a diferença. O Jornal dos Bairros é tudo isso ao mesmo tempo. Tudo tem que ser dito ou mostrado! Somos os bairros de Curitiba, e nossa voz tem poder!
VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

TEMPO E TEMPERATURA

Curitiba
nevoeiro
14.1 ° C
14.3 °
13.1 °
68 %
2.6kmh
100 %
dom
23 °
seg
25 °
ter
20 °
qua
20 °
qui
16 °

REDES SOCIAIS

1,354FãsCurtir
99SeguidoresSeguir
14SeguidoresSeguir